Mudança de Empresa e de Cultura - por Fernanda Festucci

Atualizado: 4 de Jun de 2019

Já parou para pensar nisso?



Eu fiquei muito feliz ao receber um convite para escrever sobre minha trajetória profissional. Mais especificamente, a respeito de minha recente mudança de emprego.


Estou em um novo trabalho há seis meses, vinda de uma companhia onde iniciei a minha carreira, como estagiária, e onde eu fui muito feliz durante nove anos, deixando-a aos 29 de idade.


Não vou dizer que a mudança foi fácil. Pois realmente não foi!


Eu vinha pensando em uma movimentação há algum tempo, pois o trabalho já não parecia tão desafiador, o ambiente era conhecido e não havia novos “conflitos bons”. Não era possível encontrar muito espaço para inovação ou temas que fizessem meus olhos brilharem.


Eu sabia fazer tudo por lá: desde processos burocráticos até atalhos para facilitar o meu dia a dia. Isso era incrível! É difícil chegar a este nível em qualquer área da vida: casamento, religião, família e, sobretudo, no trabalho.


Mas, dado este cenário, onde encontrar forças para acordar toda segunda-feira e encarar uma nova semana? Onde encontrar motivação para fazer mais do mesmo? Eu queria algo novo, mas o medo que - naquele momento - eu nem sabia que existia, estava presente e impedia que eu me movimentasse ou tomasse qualquer decisão.


Isso acontece mais do que podemos imaginar. É muito bom estar acomodado com uma situação, na chamada “zona de conforto”. Sem perceber, vamos levando a vida sem questionar se nossos atos fazem realmente sentido.



E, posso falar? Olhando para trás, acho que demorei muito para perceber que eu me encontrava nessa situação!


Como já mencionei, estou trabalhando com novas pessoas, em um ambiente muito diferente do anterior e com desafios bem interessantes. No começo, pensava que seria muito difícil me adaptar. O meu time anterior, por exemplo, era incrível! Como seria possível existir outro assim? Como eu provaria minha capacidade a todos em uma cultura tão diferente daquela que eu já conhecia?


O que posso dizer agora é que eu não poderia estar mais feliz. Nesta trajetória, fiz muitas descobertas, conheci pessoas incríveis, encontrei novas possibilidades e descobri que sou muito mais capaz de me adaptar do que eu imaginava.


Nós somos muito fortes, todos nós! E se tem alguém que precisa se convencer disso, antes de mais ninguém, somos nós mesmos.


Já parou para pensar nisso? Neste momento, você está realmente feliz onde você está? Se sente desafiado, realizado, produtivo, motivado? Pare um pouco, desacelere. Pode ser que você descubra muito olhando um pouco mais para dentro de si. E eu digo por experiência própria: vale a pena mudar!

Fernanda Festucci

Analista sênior de comunicação interna na Syngenta, formada em Comunicação Social pela Universidade São Judas Tadeu, com experiência nas áreas de marketing e sustentabilidade.

linkedin.com/in/fernandafestucci


#transicaodecarreira #mudanca #negocios #sucesso #assessoriadecarreira


Siga-nos nas redes sociais

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn