¡A travessia! - por Talita Campoi Marinho

Abro esse texto agradecendo ao convite da amiga querida, Luciana Tudéia, que tive a honra de trabalhar e aprender muito com ela na empresa Unilever Brasil.

¡Muchas Gracias!


Antes de me apresentar e contar minha história gostaria de frisar que o mais importante em toda nova experiência é ter coragem e flexibilidade de ampliar nossa visão, de estarmos abertos ao novo, saber contemplar muito mais do que julgar e, principalmente, ter a humildade ao quebrar padrões.


Foto: Guilherme Tichauer

Minha história começa em Araçatuba, interior de São Paulo, onde nasci e vivi até os 17 anos. Estudei durante oito anos em colégio de freiras, fiz o colegial no Anglo e sai da casa dos meus pais para estudar Relações Públicas na tão sonhada Cásper Líbero.


Minha família sempre foi muito presente e participativa. Sou 50% Espanhola, 25% Síria Libanesa e 25% Japonesa, cada um desses muito autênticos, meus queridos e amados avós.


Meus pais, mesmo muito jovens, sempre estiveram presentes e confiaram muito em mim e na educação que me foi dada, acredito que a partir daí pude conquistar, pouco a pouco, minha auto confiança para encarar o novo, me aventurar, me atirar, driblar com alegria os problemas, ser enérgica e me posicionar sempre que necessário. É fundamental conhecer e estar conectados com as nossas raízes. Isso nos nutre, nos orienta, não nos deixa desconectar dos nossos valores.


A partir dai realizei minha primeira travessia. De Araçatuba, uma cidade do interior, para a capital. Ao todo foram 15 anos vivendo em Sampa, me formei em RP, depois fiz um MBA em Administração de Empresas na FGV (Fundação Getúlio Vargas), em seguida um curso de verão focado em empreendedorismo na Babson College – Boston.


Trabalhei em comunicação organizacional em grandes empresas como: Unilever, BRF, Michael Page e Agência PROS onde pude estar dos dois lados do balcão (cliente / agência). Em 2015 mergulhei no mundo do empreendedorismo e abri minha agência de comunicação: Feeling Group. Além disso, trabalhei por quatro anos conectando Brasil e Suíça por meio da UrbanFarmers Brasil – empresa focada na produção de alimentos frescos dentro das grandes cidades.


A partir de todas essas experiências pude conhecer pessoas singulares das quais se tornaram amigos pessoais e que me ajudaram a crescer tanto no aspecto profissional como pessoal, afinal, são nas relações que criamos, mantemos e cultivamos que nós nos desenvolvemos.


Minha segunda grande travessia aconteceu em outubro de 2018 quando fui aprovada no mestrado em Gestão Cultural e Artes na UIC (Universidade Internacional da Catalunya) e me mudei para Barcelona – ES.


Novos lugares, novas pessoas, outro idioma, cultura, horários, regras e uma tese para escrever. Em julho de 2019 entreguei a parte teórica que foi aprovada com a nota acima da média. ¡Olé! Atualmente estamos trabalhando na parte prática da tese que é sobre: A volta ao mundo em Solitário e Solidário a bordo do veleiro Gaia Soul.


Transformamos um veleiro num centro de educação itinerante que fará travessias conectando lugares, culturas e pessoas com o objetivo de desenvolver atividades de cunho educacional, ambiental, social e cultural em pról de um mundo mais justo e sustentável.


Em agosto pude navegar pela Península Ibérica partindo de La Coruña-ES até Barcelona-ES, passando por Cascais - PT e Estreito de Gibraltar, ao todo foram 15 dias entre céu e mar. Mais uma experiência inenarrável onde tudo é instável, onde o vento é fatal e o oceano altamente selvagem. Enfrentamos uma tormenta que tornou o mar um caldeirão e nos assustou demais. Estar no meio do oceano, dia e noite, enfrentando todas as adversidades, internas e externas me fizeram outra.


Sou essa metamorfose ambulante, gosto de estar em conexão com a natureza, com a arte, música e pessoas de diferentes culturas. Barcelona é um lugar que me oferece tudo isso.


Navegar é preciso, romper com a zona de conforto e atravessar novos caminhos, ampliar visões, enfrentar tormentas e conquistar novos conhecimentos. Isso é o que fica, isso é o que vale a pena investir.


Colocar uma vida no automático e fazer repetidamente a mesma coisa todos os dias é como assistir a um filme ou ouvir uma musica mil vezes, desgasta e não agrega valor.


Por isso, convido você a refletir sobre qual transição, qual travessia você precisa ou você ensaia fazer mas nunca faz... tente colocar em prática. Mergulhe para dentro e ouça seus instintos, sua intuição e siga seu coração.


Talita Campoi Marinho

Founder & Managing Partner at Feeling Group

Instagram: feeling_mktcomms | gaiasoulbr

96 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Siga-nos nas redes sociais

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn